Annibale Carracci - Hércules na Encruzilhada: Óleo sobre tela, 1596

Quatro causas para a liberdade

  Marcos Paulo Fernandes de Araújo* O conde francês Alexis de Tocqueville (1805-1859) foi um dos pensadores mais profundos – e proféticos – desses tempos democráticos em que vivemos. É de sua autoria esta famosa frase: “Acredito que teria amado a liberdade em todos os tempos, mas sinto-me inclinado a adorá-la nos tempos em que…

12540303_10201133167967215_838698426_n

Que é o homem?

    Pedro Ribeiro* “A todos os homens é permitido conhecerem a si mesmos e pensarem sensatamente” Heráclito de Éfeso   Todo ser humano adulto – e este é um fato bastante natural – traz consigo certas memórias afetivas da infância: cenas muito específicas das quais se tem uma imagem uma tanto vaga, lembranças de…

Trecho de "Choruses from the Rock", de T.S. Eliot

Ética e visão sobrenatural

  Gustavo França  No mundo atual, em que pluralismo religioso e secularização estão na ordem do dia, talvez a mais tormentosa das questões morais que se apresentam para o debate filosófico seja a relação entre ética e religião. Afinal, seria a moral dependente de uma cosmovisão religiosa? A resposta do mainstream contemporâneo parece tender a…

dicta.greek

Reflexões sobre o “Direto Natural” de Aristóteles

Heloísa Gusmão* I – CONSIDERAÇÕES METODOLÓGICAS Ao analisar as formas de poder mais elementares da πόλις, Aristóteles descobre três modos distintos de constituições legais, conforme nos mostra a sua Política. Esta constituição do direito para Aristóteles é considerada pela literatura secundária como a fundamentação do chamado Direito Naturali. Mas, para uma boa construção ou descoberta…

Capa- contos fantásticos

Os fantásticos contos de Bernardo Veiga

        Renato Moraes* Bernardo Veiga escreveu um livro surpreendente. E muito bom! Em uma conversa que tive com ele, ele me confidenciou que não costuma ler as obras dos autores brasileiros contemporâneos. De fato, o que ele produziu não tem nada a ver com o que vem sendo escrito pelas personalidades do…

filomoral

A decadência da Filosofia Moral

    Gustavo França* Quando se fala em pensamento moral em nossos dias, sem dúvida, a primeira referência que nos vem à mente é o famigerado debate entre liberais e comunitaristas. Tanto um lado quanto o outro comportam uma gama variadíssima de autores com ideias bem díspares, mas dotadas de uma linha comum. Com honrosas…

700px-Toledo_Skyline_Panorama,_Spain_-_Dec_2006

O gênio de El Greco

    Renato José de Moraes * Qualquer pessoa que tenha ido a Toledo, na Espanha, concordará que é uma cidade maravilhosa. Somente a Catedral seria suficiente para tornar o local obrigatório para qualquer turista, estudioso da arte ou homem culto, e é inesquecível passar horas contemplando aquelas paredes, imagens, pinturas e soluções arquitetônicas que fazem…

11130785_10200528282485456_1250624500_n

Porque não sou liberal

  Pedro Ribeiro* “É vão afirmar a dignidade e vocação da pessoa humana se não se trabalha em transformar condições que a oprimem, e em fazer de modo que ela possa dignamente comer seu pão” Jacques Maritain   Há já algum tempo, ao menos em certos ambientes brasileiros, tornou-se comum dizer-se que se é liberal-conservador.…

declaration-facts-wide

Por que sou liberal

  Gustavo França*   Talvez, alguns dos meus leitores tenham se surpreendido com meu último texto (http://www.dicta.com.br/o-liberalismo-classico-e-as-tradicoes-morais/), em que mostrei simpatia pelo liberalismo, em particular, pelo liberalismo clássico. Comumente, tanto meus amigos aristotélicos quanto meus amigos liberais veem como um paradoxo que eu, amante do mundo clássico e sempre refratário aos modismos da modernidade, me…